PodCasts

04/01/2023

Balança comercial tem superávit recorde de US$ 62,3 bilhões em 2022


03/01/2023

Para o ano de 2023, a expectativa de inflação aumentou e a de redução da taxa SELIC diminuiu


02/01/2023

O que vem por aí na Semana Econômica!

Informações importantes, toda segunda-feira, trazendo a semana em indicadores e movimentações da economia e do mercado. Não deixe de escutar e mantenha-se informado.


31/12/2022

Retrospectiva de 2022 na economia e nos mercados


29/12/2022

Petrolina agora é o 3º maior Município de Pernambuco segundo o levantamento parcial do Censo de 2022

Até o dia 25 de dezembro deste ano, 83,9% da população brasileira já havia sido recenseada, somando 87,7 milhões de domicílios particulares e mais de 178 milhões de pessoas. O Censo está sendo realizado desde 01/08 e vai continuar durante o mês de janeiro de 2023. Esse resultado apresenta uma estimativa da população Brasileira até a data de 25/12. A população Brasileira chegou aos 207.750.291. O estado de Pernambuco agora tem 9.051.113 pessoas. Esses números podem mudar até a conclusão no mês de janeiro, mas Pernambuco ficou como o segundo maior estado em população atrás da Bahia que tem 14.659.023 e o Ceará muito próximo de Pernambuco com 8.936.431. São Paulo é o mais populoso, com 46.024.937 habitantes. É muito importante acompanhar o resultado do Censo porque ele ajuda na determinação de políticas públicas. Esses dados parciais foram entregues pelo IBGE ao Tribunal de Contas da União (TCU) para fins de cálculo de distribuição do fundo de participação dos municípios (FPM). O FPM é distribuído de acordo com o número de habitantes dos municípios e o Censo ajuda a determinar o quanto vai ser repassado para cada um dos 5.570 municípios brasileiros. Essa é somente uma das muitas informações úteis para definição de políticas públicas a partir do Censo. A surpresa interessante é que Petrolina pulou da 5ª colocação no último Censo que foi realizado, passando Olinda e Caruaru e agora é o 3º maior município em termos de população no Estado de Pernambuco, com 388.145 habitantes atrás de Recife e Jaboatão dos Guararapes. Recife tem uma população estimada de 1.494.586 habitantes e Jaboatão 653.793. Caruaru vem logo depois de Petrolina em 4º lugar com 378.180 habitantes e Olinda em 5º lugar com 349.920 habitantes. O FPM de Petrolina vai aumentar por conta dessa nova estimativa de população.


28/12/2022

Decisão de Haddad em não prorrogar a desoneração de PIS/Cofins e Cide sobre combustíveis elevará preço da gasolina em R$ 0,69 por litro

Haddad solicitou a Paulo Guedes que não renovasse a desoneração para o ano que vem. Decisão impactará inflação, juros e crescimento em 2023. Segundo levantamento do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBI), o impacto sobre a gasolina da reoneração será de R$ 0,69 por litro. O etanol e o diesel também sofrerão, com elevações de R$ 0,26 e R$ 0,33 por litro, cada um. Esse aumento trará um efeito cascata na economia. A gasolina tem um impacto direto sobre o cálculo do IPCA e sua elevação fará com que a projeção do índice em relação à meta seja revisada, retardando e diminuindo a intensidade da tão aguardada redução nos juros ao longo de 2023, levando a um crescimento econômico mais baixo. O mesmo acontece com o diesel, mas indiretamente, pois ele interfere no custo logístico do escoamento dos produtos comercializados no país. O etanol subindo de preço também interfere no preço da gasolina, pois está na composição do combustível comercializado no país. Por outro lado, a reoneração irá aumentar o caixa do Governo Federal em aproximadamente R$ 52,9 Bilhões e poderia ser usado para abastecer o Bolsa Família, retirando a necessidade da PEC da Transição. Essa medida poderia aliviar a expectativa de inflação mais alta para 2023. Os preços dos combustíveis sofrerão uma mudança no método como são formados, a partir da nomeação do novo presidente da Petrobras, onde deve-se abandonar a política de paridade com os preços internacionais, usada atualmente, para adotar uma regionalização descolada do mercado. Essa medida poderá trazer consequências econômicas para o mercado e para o país, como aquelas vistas no Governo Dilma, anos atrás. O desalinhamento com o mercado internacional afugenta investidores e diminui o valor de mercado da Petrobras. No longo prazo, o resultado é ruim.


27/12/2022

As vendas do varejo cresceram 10,5% no Natal desse ano

A Cielo apresentou o resultado do Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), que acompanha mensalmente a evolução do varejo brasileiro de acordo com as vendas em 18 setores e para 1,1 milhão de varejistas credenciados. O ICVA acompanha as vendas mês a mês e especificamente para a semana do Natal. As vendas tiveram uma expansão de 10,5% em relação à mesma semana do ano passado para os dias entre 19 e 25 de dezembro. No e-commerce, a alta foi ainda maior, 18,4%. No comércio presencial, 10%. Olhando regionalmente, o Sul teve a maior alta, 12,8%, com destaque para o Paraná (15,2%). Em segundo lugar veio a região Norte, com a variação positiva de 11,5%. Em terceiro, a região Centro-Oeste, com 10,9%. Em seguida, Sudeste onde as vendas cresceram 9,3%. O destaque no Sudeste foi MG, alta de 11,4%, seguido por SP, 9,5%, e RJ, 6,1%. A região Nordeste ficou em último, com uma expansão bem mais em conta de 7,6%. A BA veio em 1º lugar, com 9,2%, depois CE com 5%, PB com 4,4%, e PE com a expansão somente de 2,7%. Dos 18 setores acompanhados, os 5 setores com melhor desempenho foram turismo e transporte com expansão de 26,1%; seguido por médicos e higiene pessoal com 23%; livrarias, papelarias e afins com 22%; óticas e joalherias com 17%; e, em 5º lugar drogaria e farmácias com 15,3%. Nesse ano, a semana do Natal foi uma semana completa, onde o Natal foi no domingo e os consumidores tiveram de segunda a domingo para fazer compras, impulsionando as vendas. Além disso, o término da Copa do Mundo levou as pessoas às compras na última semana antes do Natal.


27/12/2022

Mercado vê inflação maior e adia corte de juros


26/12/2022

O que vem por aí na Semana Econômica!

Informações importantes, toda segunda-feira, trazendo a semana em indicadores e movimentações da economia e do mercado. Não deixe de escutar e mantenha-se informado.


23/12/2022

IPCA-15 sobe 0,52% em dezembro, a menor para o mês desde 2018, e fecha 2022 em 5,90%