PodCasts

26/03/2021

Investimento Estrangeiro Direto surpreende em fevereiro.

O Banco Central indicou que no mês de fevereiro o Investimento Estrangeiro Direto - IED no Brasil teve um resultado de US$ 9 bilhões, crescimento expressivo em comparação aos US$ 2,58 bilhões de fevereiro de 2020. Com este resultado, é possível concluir que está em curso uma recuperação de investimentos estrangeiros na economia nacional. As expectativas de mercado foram superadas tanto nos aportes diretos em empresas no país como nos empréstimos entre empresas com matrizes internacionais para suas filiais no território brasileiro. Aprovações recentes no Congresso colaboraram para uma percepção mais positiva dos investidores em relação ao Brasil. As aprovações dos novos marcos regulatórios do saneamento e do gás, por exemplo, trazem oportunidades e segurança jurídica para novos investimentos. Novas rodadas de concessões que se desenham para setores importantes como aeroportos, portos, rodovias, entre outros também fazem este ano diferente de 2020. A aprovação da autonomia do Banco Central também foi fundamental para elevar a confiança dos investidores, ajudando a reforçar a credibilidade da política econômica do Brasil. Os investimentos em carteira também demonstraram evolução, com crescimento líquido pelo nono mês consecutivo, somando US$3,6 bilhões em fevereiro de 2021, dos quais US$822 milhões em ações e fundos de investimento e US$2,8 bilhões em títulos de dívida.


25/03/2021

Prévia da inflação para o mês de março tem a maior alta desde 2015.

O IBGE divulgou os dados do IPCA-15 de março, indicador que serve como a prévia da inflação. O resultado para o mês é de alta de 0,93%, maior elevação para o mês desde 2015. Em 12 meses, a alta acumulada é de 5,57%, acima do teto da meta de inflação para o ano de 2021 do Banco Central (5,25%). Diante deste cenário, a tendência para a próxima reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central (COPOM) é de nova elevação da taxa SELIC em 0,75 p.p, saindo dos atuais 2,75% ao ano, para 3,5% ao ano, conforme já indicado pelo COPOM. A expectativa para o início do ano de 2021 era de desaceleração na inflação, que acabou não ocorrendo. No mês de março, novamente, a gasolina foi a grande vilã com alta de 11,18%, sendo sozinha responsável pelo impacto de 0,56 ponto percentual no índice.


24/03/2021

Grupo Carrefour Brasil incorpora Grupo BIG em negócio avaliado em R$ 7,5 bilhões.

O Grupo Carrefour Brasil divulgou que estará em processo de aquisição do Grupo BIG com uma transação no valor de R$ 7,5 Bilhões. O Grupo BIG é o terceiro maior varejista no ramo alimentício com 387 lojas em todo o país e forte presença no Nordeste. Com esta negociação, haverá uma conversão das bandeiras Big, Big Bompreço, Super Bompreço, Nacional, Todo Dia e Maxxi Atacado para Carrefour, além da bandeira Sam's Club que pertencente ao Grupo Walmart. A aquisição inclui um ativo imobiliário de 181 lojas próprias (47% do total) e 38 propriedades adicionais, totalizando aproximadamente R$ 7 bilhões de valor imobiliário. O Carrefour Brasil possui atualmente 489 lojas em todo o território nacional. Os dois grupos somados formam um capital em vendas de R$ 100 bilhões, com 137 mil empregos diretos. O negócio ainda passará por avaliação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a tendência é que o aval do regulador seja dado até 2022. O mercado varejista no ramo alimentício teve um grande desempenho durante a pandemia. O Carrefour irá realizar investimentos em torno de R$ 1 Bilhão para realisar a conversão das lojas para a marca Carrefour.


23/03/2021

Financiamento imobiliário continuará aquecido em 2021, mesmo com elevação de juros.

O financiamento imobiliário vai continuar crescendo em 2021. Antes da redução da SELIC para o seu menor patamar histórico, em 2%, o mercado já estava aquecido. Mesmo após a elevação da SELIC em 0,75 p.p., os investidores e consumidores continuam demandando crédito. Pelo lado da Oferta, existe uma vasta disponibilidade de crédito. Pelo lado da demanda, observando o mês de dezembro de 2020, o valor contratado com recursos da poupança foi de R$ 17,5 Bilhões. Em novembro já havia sido de R$ 13,8 Bilhões, valores muito superiores ao patamar de dezembro de 2019, com apenas R$ 8,7 Bilhões. Apesar da tendência de alta da SELIC, as condições de crédito ainda estão atrativas em relação ao passado e com um volume considerável disponível. A opção de contratação de taxa pré-fixada torna-se agora bastante atrativa já que, diante de uma expectativa de elevação da SELIC, as demais opções ficaram mais caras.


22/03/2021

Presidente da Turquia demite Presidente do Banco Central Turco e Lira tem queda vertiginosa.

O Presidente da Turquia, Recep Erdogan, demitiu o presidente do Banco Central turco, Naci Agbal, em resposta a elevação na taxa de juros do país promovida por ele para combater a inflação que está acima de 15%. A taxa de juros chegou aos 19% ao ano, depois dessa última subida. Com a demissão, a Lira Turca sofreu forte desvalorização de mais de 15% ao longo desta segunda-feira e os títulos do Tesouro Turco tiveram uma forte elevação da taxa de juros. A decisão também fez com que a bolsa de valores turca tivesse um circuit breaker, suspendendo as operações. A política monetária adotada pelo ex-presidente do Banco Central turco seguia o padrão ortodoxo em que a elevação da taxa de juros serve com um freio para pressões inflacionárias. O novo presidente do Banco Central turco, nomeado pelo Presidente Erdogan, segue uma visão heterodoxa que inverte a política monetária. Em sua visão equivocada, a elevação da taxa de juros impulsiona a inflação. A lição que se pode tirar é que a intervenção política sobre as decisões dos bancos centrais sempre é negativa. O Brasil aprovou recentemente a autonomia do Banco Central e não deverá ter mais esse tipo de problema no futuro.


22/03/2021

O que vem por aí na Semana Econômica!

Informações importantes, toda segunda-feira, trazendo a semana em indicadores e movimentações da economia e do mercado. Não deixe de escutar e mantenha-se informado.


19/03/2021

Auxílio Emergencial retornará em abril.

O Governo Federal encaminhou ao Congresso as medidas provisórias que abrem espaço no orçamento para uma nova rodada do Programa de Auxílio Emergencial, porém desta vez em volume menor e menos abrangente que a primeira versão do programa que esteve vigente no ano passado. A proposta aprovada para ano de 2021 contará com cerca de R$ 44 Bilhões atendendo aproximadamente 45,6 milhões de famílias. Para mais informações sobre quem poderá receber, valor do benefício e outros dados importantes, deslize para o lado.


18/03/2021

Empresário: saiba o que fazer durante esse lockdown.

Diante do aumento expressivo do número de casos e internações de COVID-19, diversos estados adotaram medidas restritivas e alguns decretaram lockdown, sendo permitido que apenas as atividades essenciais possam manter seu pleno funcionamento. Com este cenário de fechamento provisório da economia, as empresas têm buscado soluções para seus problemas financeiros, mas ainda surgem dúvidas de como poderiam se planejar para momentos críticos e com desafios financeiros impactantes. Algumas alternativas podem ser priorizadas para a contenção de despesas em busca de manter a vitalidade financeira das empresas, tais como antecipação de férias de funcionários, até mesmo a redução do quadro de funcionários, renegociação com fornecedores e de contratos de aluguel entre outros. Os Governos, tanto no âmbito federal quanto Estadual, têm buscado soluções para amenizar o impacto das medidas restritivas. Porém, no âmbito federal, alguns entraves políticos tornam lentas as medidas, como a retomada do Programa de Manutenção de Empregos que teve relevante importância ao longo de 2020 e o Programa Nacional de Apoio às Microempresas (PRONAMPE), que tornou-se uma política de estado em autoria do Senado Federal, mas que até o momento não teve recursos viabilizados.


17/03/2021

Banco Central eleva SELIC para 2,75% ao ano.

O Comitê de Política Monetária (COPOM) do Banco Central decidiu nesta quarta-feira elevar a taxa Selic em 0,75 pontos percentuais. Esse foi o primeiro aumento em 6 anos. A SELIC estava em 2,00% ao ano desde agosto de 2020, iniciando agora um novo ciclo de alta. A motivação para que a elevação da SELIC superasse os 0,5 pontos percentuais esperados pelo mercado foi a necessidade de uma medida mais contundente de controle da inflação que encontra-se no patamar atual de 5,2% no acumulado de 12 meses, bem acima da meta central desse ano de 3,75%. O COPOM já deixou confirmado em sua nota explicativa que irá promover uma nova elevação de 0,75 pontos percentuais da SELIC na reunião de maio pois há uma expectativa de que a inflação chegue aos 7% entre o mês de abril e maio, continuando pressionada. Além disso, a preocupação também se estende para a inflação de 2022. IMPORTANTE: A elevação da SELIC trará impactos sobre o câmbio e no serviço da dívida pública.


16/03/2021

Janeiro tem geração líquida de 260 mil empregos formais, melhor resultado para o mês em 30 anos.

O relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), ligado ao Ministério da Economia, mostrou que o Brasil bateu recorde na geração de empregos formais, com 260.353 em janeiro. Este volume foi recorde para o mês na série histórica iniciada em 1992. Com este resultado, o país recuperou as vagas perdidas no período pré-pandemia. Durante o auge da pandemia, o Brasil chegou a perder 1,624 milhão empregos. Já entre julho de 2020 a janeiro de 2021, foram geradas 1,654 milhão de vagas com carteira assinada, superando assim as perdas causadas pela pandemia. Dos setores que mais geraram empregos formais, se destacam a indústria com 90.431 novas vagas, em segundo o setor se serviços com 83.686, e em terceiro o setor de construção que apresentou 43.498 novas vagas formais. Em termos regionais, a região Sudeste gerou 105.747 novos empregos, a região Sul gerou 83.587 e a Nordeste ficou em 4° lugar, com 28.420 novas vagas.