PodCasts

19/11/2020

Segundo estudo da Instituição Fiscal Independente (IFI), ajuda do Governo Federal aos Estados superou perda de arrecadação durante pandemia.

Estudo elaborado pela Instituição Fiscal Independente (IFI), órgão ligado ao Senado Federal, apontou que o socorro financeiro transferido pelos cofres da união ajudou a superar a perda de arrecadação em 24 estados da federação com exceção apenas de Ceará, Santa Catarina e São Paulo, que não registraram ganhos acumulados de receita no período de 12 meses até setembro. Os dados indicam que, em alguns estados, a transferência de recursos superou em dois dígitos o ganho em relação à receita tributária no mesmo período no ano de 2019. O avanço de maior impacto foi observado no Amapá (27,7%), seguido por Roraima (26,1%), Acre (17,8%) e Tocantins (10,9%). No geral, o orçamento transferido aos estados já superou as perdas em R$ 12 bilhões. O estudo foi conservador, não engloba, por exemplo, a suspensão da dívida dos Estados com a União nem os créditos extraordinários para a saúde. A divisão de recursos da União para os estados foi definida com base na arrecadação do ICMS, no tamanho da população, na cota do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e na contrapartida que o governo federal desembolsa para garantir as isenções fiscais nas exportações.


18/11/2020

Câmara de Deputados da Argentina aprova criação de imposto sobre grandes fortunas.

Em busca de recursos para reavivar sua economia em recessão desde 2018, a Câmara de Deputados da Argentina aprovou na madrugada desta quarta-feira (18) a criação e um projeto de lei que arrecadará cerca de 3 bilhões de dólares em impostos sobre grandes fortunas. O texto foi aprovado na Câmara de deputados em votação por 133 votos a favor, 115 contra e duas abstenções. O projeto foi enviado pelo governo federal no comando do presidente de esquerda, Alberto Fernandez, na ânsia arrecadatória de reverter a situação em que o país se encontra, diante de um rombo fiscal eminente e estimativa do FMI de forte queda de 11% do PIB neste ano. A oposição aponta o risco de fuga de investidores no país, classificando a medida como “confiscatória”. Já a situação alega que apenas um pequeno grupo será atingido, apenas aqueles que possuem grande concentração de capital. O problema está exatamente na falta de previsibilidade econômica em um país que já se encontra em uma situação muito complicada, onde o afastamento dos investidores é o mais provável. O imposto proposto tributará pessoas cujos ativos declarados excedam 200 milhões de pesos (US$ 2,35 milhões) com uma taxa progressiva de até 3,5% para ativos na Argentina a até 5,25% sobre bens fora do país. O projeto ainda irá a votação no senado.


17/11/2020

Ministério da Economia reduz previsão de queda do PIB em 2020 de 4,7% para 4,5%.

O Ministério da Economia revisou a previsão do PIB de 2020 nesta terça-feira (17). A Secretaria de Política Econômica (SPE) divulgou o cálculo por meio do Boletim Macrofiscal de outubro, no qual aponta redução na queda do PIB, anteriormente de 4,7% previsto em setembro e agora com correção para queda de 4,5%. Vale lembrar que a previsão em março feita por analistas de órgãos internacionais, como o FMI e o Banco Mundial, apontavam queda superior a 9%. A estimativa para o ano de 2021 é de alta de 3,2% no PIB Brasileiro, segundo o mesmo relatório. Esta expectativa mais positiva se dá por conta de números positivos dos principais indicadores mensais do IBGE (PIM, PMC e PMS).


16/11/2020

Grupo de países asiáticos forma o maior bloco comercial do mundo.

A China lidera o maior bloco comercial do mundo, com quinze economias da Ásia-Pacífico, compostos por nações do Sudeste Asiático, Japão, Coreia do Sul, Austrália e Nova Zelândia. O acordo foi assinado neste último domingo (15). A Parceria Econômica Regional Abrangente ou (RCEP na sigla em inglês) do tratado sediou sua cúpula regional em Hanoi, capital do Vietnam. O bloco é um substituto ao grupo criado pelo ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, acordo este que o atual presidente do Estados Unidos Donald Trump retirou o país em 2017. A China assume uma importante posição de liderança econômica regional, impactando inclusive o Brasil pela inclusão da Austrália que terá seu acesso facilitado a essas economias, com o objetivo de reduzir as tarifas comerciais entre estes países, progressivamente.


16/11/2020

O que vem por aí na Semana Econômica!

Informações importantes, toda segunda-feira, trazendo a semana em indicadores e movimentações da economia e do mercado. Não deixe de escutar e mantenha-se informado.


13/11/2020

IBC-Br aponta alta de 9,47% no PIB do terceiro trimestre e saída de recessão.

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central, tido como prévia do PIB, divulgado nesta sexta-feira (13), apontou que a economia registrou um crescimento de 9,47% no terceiro trimestre, na comparação com os três meses anteriores. Porém, o resultado oficial do PIB que é avaliado pelo IBGE ainda será divulgado dia 3 de dezembro. O programa de auxílio emergencial foi de suma importância nesta avaliação. De acordo com o BC, uma retomada relativamente forte do consumo de bens duráveis e do investimento deve-se ao acréscimo do programa social na renda das famílias beneficiadas pelo governo federal. O levantamento avaliado no IBC-Br indica que somente em setembro deste ano a economia brasileira apresentou um crescimento de 1,29% na comparação com agosto. Esse foi o quinto mês seguido de crescimento do indicador.


12/11/2020

O Índice de Gini, estimado pelo IBGE, aponta que Recife é a capital da desigualdade e Pernambuco fica na terceira colocação entre os estados mais desiguais.

O IBGE divulgou a Síntese de Indicadores Sociais de 2019, apontando a realidade da desigualdade social nas regiões, estados e capitais brasileiros, dentre eles, o Índice de Gini. O índice de Gini é uma medida que aponta a desigualdade entre os rendimentos dos mais pobres e dos mais ricos. Quanto mais alto o indicador, maior a concentração de renda nas mãos de poucos. O Recife atingiu o primeiro lugar no Brasil, com 0,612. A segunda colocação ficou com João Pessoa (0,592) e o terceiro lugar ficou com Aracaju (0,581). Pernambuco ficou na terceira colocação no ano de 2019, entre os estados, com 0,573, atrás apenas de Sergipe (0,580) e Roraima (0,576). O Brasil é o nono País mais desigual do mundo.


11/11/2020

IBGE aponta que vendas no varejo foram positivas pelo 5° mês seguido.

Vendas do comércio varejista tem resultado positivo pelo 5° mês seguido, segundo levantamento do IBGE. O setor varejista trouxe alta de 0,6% nas vendas do mês de setembro em relação ao mês de agosto, porém mesmo com o dado positivo zerando as perdas obtidas durante o período pandêmico, o setor demonstrou desaceleração em um movimento de estabilidade após forte retomada. A desaceleração apontada pelos indicadores de consumo do setor deve acarretar em uma diminuição direta na pressão inflacionária, que nos últimos levantamentos havia apresentado elevação juntamente com a retomada das atividades econômicas, com a tendência de estabilidade demonstrada no mês de setembro. O terceiro trimestre deste ano teve alta de 17,2%, a maior alta trimestral registrada desde 2014.


10/11/2020

Paulo Guedes aposta em privatizações dos Correios e Eletrobras em 2021.

Em evento promovido pela agência Bloomberg nesta terça-feira, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que quatro empresas estatais, Eletrobras, Correios, Porto de Santos e PPSA, deverão estar privatizadas até o final de 2021. Algumas subsidiárias já avançaram no pacote de desestatização programado pelo ministério, porém entraves políticos ainda dificultam a evolução nos trâmites de privatizações de estatais de maior peso. Entre elas, os Correios são um caso emblemático. Devido ao crescimento do e-commerce, a privatização dos Correios trará um ganho na gestão da estatal e um valor interessante para o Governo. A necessidade de articulação política se faz extremamente importante. Vale lembrar que o ex-Secretário Especial de Desestatização, Salim Mattar, devido às dificuldades políticas para a conclusão de privatizações, acabou deixando o governo em agosto deste ano. A receita advinda das privatizações, em torno de R$ 2 trilhões, seria usada para abater parte da dívida pública, que chega na casa dos R$ 4 trilhões.


09/11/2020

Ibovespa sobe 2,57% nesta segunda feira, acompanhado otimismo internacional com a vacina da Pfizer.

A Bolsa de Valores brasileira, B3, teve forte avanço nesta segunda-feira seguindo o otimismo das bolsas internacionais. Dois fatores foram preponderantes: a vitória do Democrata Joe Biden para Presidente dos EUA e a análise preliminar da vacina da Pfizer contra Covid-19 apontar que é mais de 90% eficaz. Diante deste cenário, o Ibovespa apresentou o maior patamar desde de agosto, subindo 2,57%, chegando a 103.515 pontos, mas chegou a bater mais de 4% de alta. O dólar apresentou estabilidade e fechou cotado em R$ 5,3877.